Tag: green IT

Prepare-se: horário de verão começa no próximo domingo

Design sem nome (7)À meia-noite de sábado, os moradores de 10 estados e do Distrito Federal devem adiantar o relógio em uma hora.

O horário de verão foi instituído, em 1931, com o objetivo economizar energia no país em função do maior aproveitamento do período de luz solar. Mas a mudança está longe de ser uma unanimidade. Pesquisadores consideram que a mudança afeta, negativamente, o relógio biológico, principalmente em crianças, idosos e jovens.

Muitas empresas, especialmente as de Tecnologia da Informação, questionam a adoção do horário de verão. A mudança de horário impacta os sistemas críticos de informática em uso nas empresas. Alguns destes sistemas precisam ser desligados e religados para que a atualização de horário não provoque problemas internos nos programas e nem efeitos indesejáveis.

Em todo o caso, o transtorno é garantido. A troca do horário dos servidores, dos ativos de rede, dos bancos de dados e dos demais equipamentos acontece sempre fora do horário do expediente, gerando horas extras, deslocamentos dos funcionários, alimentação e algumas outras despesas.

Após a troca, os profissionais, ainda, precisam ficar de plantão e aferir se todas as alterações não provocaram alguns efeitos “colaterais” nos processos dos servidores e das empresas.

Existem mecanismos para que os horários dos servidores sejam ajustados porém, existem também alguns servidores em que não é possível conectar a um centralizador de horários – ou por não aceitarem por conta de versões de sistemas operacionais desatualizadas ou por simplesmente não terem essa funcionalidade.

Se formos pensar em um Datacenter, onde milhares de servidores deverão ter o seu horário alterado, todos os órgãos públicos com seus servidores e ativos de rede, nos hospitais, com seus equipamentos médicos, pode-se questionar a economia proporcionada pelo horário de verão.

Em 2017, a economia prevista de 147 milhões de Reais, pode ser facilmente consumida com as horas extras e as demais despesas que as empresas têm de pagar para levar os seus equipamentos para o horário de verão e depois ter as mesmas despesas para trazê-los de volta, em Fevereiro do ano que vem.

Empresários de Maringá conhecem projeto da Furukawa em evento da Sistemar Tecnologias.

O evento, na sede da Sistemar, apresentou para o grupo de empresários o projeto “Green IT”, que faz parte do Programa de Gestão Ambiental Desenvolvido pela Furukawa, desde 2007.

O “Programa Green IT” recolhe e dá destino correto para toneladas de resíduos de cabos substituídos pela modernização das redes de comunicações. Só este ano, a Sistemar já enviou 270Kg de cabo que foi revertido em bônus para clientes da região de Maringá.

Ajudando a preservar o meio ambiente, o Programa coleta os resíduos, acondiciona em embalagens específicas para transporte e entrega às empresas recicladoras, para serem transformados em matéria-prima para uso em outras indústrias.

IMG_20160317_082437647_TOP IMG_20160317_084730287_TOP