Paraná ganha prédio com infra de fibra ótica

Em julho, o Paraná ganhará seu primeiro condomínio pré-equipado com estrutura de fibra ótica para transferência de dados.

O edifício de 19 andares, que ficará em Maringá, é obra da Construtora Anhanguera. Com a tecnologia, o empreendimento – batizado de Residencial Humanari – vai padronizar e consolidar em um único ponto os cabeamentos nos ambientes internos, agilizando a instalação e manutenção de serviços de TV, informática, alarmes, áudio e vídeo, entre outros.

O fornecimento de material para o projeto fica a cargo da londrinense Delta Cable.

Conforme Cílio Valença Júnior, gerente da empresa, o condomínio terá 23 quilômetros de cabo Gigalan UTP Cat 6 para 760 pontos de rede estruturada. Cada apartamento possuirá em média 20 pontos, cada um contendo 38 centros de distribuição multimídia da Furukawa, em conjunto com 38 módulos de telecom, 76 módulos de dados e 38 módulos CATV, contando ainda com backbone ótico que fará a interligação entre os andares.

Já a responsável pela instalação do cabeamento é a maringaense Sistemar. O diretor da empresa, Alisson Martini, destaca outro benefício da tecnologia: economia.

“Esta nova configuração traz à residência mais tranquilidade no emprego de novas tecnologias, sem falar na economia e no fim dos cabos espalhados pela casa”, explica o executivo. “É uma economia que se observa com o tempo, devido à entrada no mercado de serviços como IPTV, jogos online, sistemas de segurança inteligentes através de IP, entre outros, que geram a necessidade de uma infraestrutura adequada”, complementa.

Ainda segundo ele, com uma infra como a construída no Humanari os futuros moradores, quando buscarem incrementos tecnológicos, não precisarão, por exemplo, quebrar paredes para passagem de cabeamento adequado, mesmo com a tecnologia sem fio, que precisa de largura de banda hoje só encontrada nas soluções cabeadas como o CAT6.

O cálculo do custo de uma estrutura de fibra e cabeamento estruturado residencial deve ser feita em tempo de projeto, o que derruba o custo de instalação em novos empreendimentos, que vai de 1% a 3 % do total da obra, explica o diretor.

“Já para quem pensa em preparar sua residência para as novas tecnologias, vai ter um custo adicional: a passagem de cabeamento em fibra ou até mesmo metálico trará mudanças nas tubulações, que provavelmente não estarão preparadas, aumentando consideravelmente o custo desta implantação”, pondera.

Ouça a reportagem:
http://www.baguete.com.br/noticias/telecom/16/06/2010/parana-ganha-predio-com-infra-de-fibra-otica

Anúncios

Novo endereço

Olá amigos, estamos em novo endereço. Um local maior, com amplo espaço para os equipamentos e ferramentas, novos laboratórios, sala de treinamento, enfim, tudo para organizar e atender melhor e mais rápido. Estamos aguardando uma visitinha.

Manutenção das impressoras, notebooks, nobreaks e monitores

Manutenção de Computadores

Agora estamos na Av. São Domingos, 739