Outsourcing de TI é mesmo a melhor solução?

Veja o caso da nossa parceria com a Marco’s Boutique de Pão

Inaugurada há 30 anos, a empresa já nasceu com o ideal de trazer para Maringá algo diferente das outras panificadoras que existiam. A Marco’s Boutique de Pão da XV é hoje um dos mais tradicionais pontos no centro de Maringá.

Muito mais do que uma padaria, hoje tem uma variedade de produtos com mais de mil itens, entre bolos, tortas, doces, salgados e a sempre deliciosa linha de pães. A Marco’s encontrou seu caminho de excelência para produzir e servir alimentos. Quem nunca passou “na Marcos” para um cafezinho ou um doce?

Focada em questões essenciais para o negócio como treinar bons funcionários e selecionar fornecedores, não sobra tempo nem disposição para se preocupar com informática, e é aí que a Sistemar Tecnologias entra na história. São quase dez anos de parceria e amizade: a Marco’s faz um pão sensacional e a Sistemar faz os computadores da Marco’s rodarem bem. Simples assim.

Sempre um bom negócio, principalmente para empresas com estruturas pequenas, o outsourcing de TI, provoca uma significativa redução de custos e um aumento da qualidade dos serviços.

E se depender da Sistemar essa é uma parceria com um longo futuro. Afinal, quem não quer que a Marco’s continue a fazer nosso pãozinho?marcos

A Sistemar Tecnologias executa infraestrutura da Agrex, em Maringá.

A empresa, que é controlada pela japonesa Mitsubishi, está presente em vários estados brasileiros. São 51 unidades; entre lojas de insumos, unidades de recebimento e armazenamento de grãos, de beneficiamento de sementes de soja e de produção de farelo integral de soja, além de uma divisão dedicada à produção agrícola apoiada em um modelo profissional de gestão.
Atualmente é uma das mais importantes empresas do agronegócio brasileiro. A previsão é movimentar cerca de 2 milhões de toneladas de grãos em 2016. Volume que será 67% superior às 1,2 milhão de toneladas de 2014/15 – 800 mil toneladas de soja e 400 mil de milho. Números que correspondem a cerca de 10% do que a Mitsubishi origina de grãos no mundo.

Para a entrada em funcionamento do escritório de Maringá, a Sistemar executou os projetos da rede elétrica e da rede lógica, usando um conjunto de tecnologias Furukawa.
Na rede elétrica foram instalados equipamentos como no-breaks, estabilizadores e isoladores. A obra foi realizada de acordo com as normas vigentes, garantindo a funcionalidade e segurança de equipamentos e computadores.

Na rede lógica, foi executado o cabeamento estruturado permitindo e a integração dos sistemas telefônico e de informática.
Para garantir a eficiência da unidade, o sistema tecnológico é gerenciado com o patch panel inteligente da Furukawa, que garante segurança e confiabilidade em todos os pontos da rede.

Empresários de Maringá conhecem projeto da Furukawa em evento da Sistemar Tecnologias.

O evento, na sede da Sistemar, apresentou para o grupo de empresários o projeto “Green IT”, que faz parte do Programa de Gestão Ambiental Desenvolvido pela Furukawa, desde 2007.

O “Programa Green IT” recolhe e dá destino correto para toneladas de resíduos de cabos substituídos pela modernização das redes de comunicações. Só este ano, a Sistemar já enviou 270Kg de cabo que foi revertido em bônus para clientes da região de Maringá.

Ajudando a preservar o meio ambiente, o Programa coleta os resíduos, acondiciona em embalagens específicas para transporte e entrega às empresas recicladoras, para serem transformados em matéria-prima para uso em outras indústrias.

IMG_20160317_082437647_TOP IMG_20160317_084730287_TOP

Automação e Sustentabilidade

sustent1

A Automação presta-se como uma ótima ferramenta para a Sustentabilidade, pois além de agregar segurança e conforto, colabora com a redução e o controle do consumo de energia em equipamentos utilizados para climatização, controles de iluminação, aquecimento de água, entre outros.

Os ambientes se tornarão cada vez mais adaptáveis e mutáveis, utilizando a tecnologia para isto, por exemplo: janelas térmicas automáticas, janelas e persianas motorizadas e sistemas de ventilação serão ativados através do monitoramento das condições externas, em resposta às condições naturais de temperatura, luminosidade solar, e vento, a fim de proporcionar a melhor condição interna na edificação, com menor consumo de energia, visando o conforto dos seus ocupantes.

A gestão da água também pode ser realizada graças a Automação, monitorando e acionando, por exemplo, sistemas de irrigação para jardins em função na umidade do solo, ou sistemas de captação de água de chuva.

Apesar dos sistemas de Automação necessitarem de energia para o seu funcionamento, os ganhos energéticos que irão representar poderão ser ainda maiores. Contudo, é possível utilizar fontes de energia alternativas e limpas como solar e eólica para favorecer a autonomia energética de uma edificação.

O aumento da demanda em forma crescente tem gerado uma pressão de aumento de produção em escala o que certamente tem favorecido a queda dos preços destes sistemas, que se tornam cada vez mais utilizados, necessários e corriqueiros.

Estes conceitos adequadamente utilizados podem criar projetos diferenciados no setor imobiliário, visando atender um público mais exigente e crítico quanto às questões de sustentabilidade ambiental e social, no tratamento dos interiores.